Descubre el futuro de las finanzas en América Latina y el Caribe

The future of finance in LatAm & the Caribbean

O futuro das finanças na América Latina e no Caribe

“Este é o futuro”: Bice, do Chile, reforça estratégia de banco como serviço, embora reconheça que os números ainda não são relevantes

maio 13, 2024

Por Antony Pinedo

A Bicecorp mantém seu compromisso com o banking as a service, modalidade que eles garantem que crescerá exponencialmente na região, ao mesmo tempo em que fecha aliança com o Mercado Pago e prepara uma conta corrente white label para meados do ano

 

O grupo financeiro chileno Bicecorp considera que banking as a service (BaaS) será uma importante linha de negócios no médio prazo. Por isso, está fortalecendo suas parcerias, inclusive com o Mercado Pago para prestação de serviços de investimentos, e lançará uma conta corrente white label nos próximos meses.

O avanço da economia digital está levando os bancos tradicionais a explorarem estratégias, colaborando com empresas não financeiras para oferecer serviços por meio de aplicações de terceiros e integrações. Espera-se que o modelo BaaS atinja um valor de mercado de cerca de US$ 2,14 bilhões este ano na América Latina e cresça a uma taxa anual de 7% até 2029, de acordo com um estudo recente. Isto resultará em maiores parcerias e alcance para os bancos.

“É uma aposta estratégica. Talvez, hoje, nos números do grupo, como um todo, não seja relevante, mas pretendemos que seja relevante daqui a alguns anos. Vemos que este é o futuro”, reconhece à iupana Guillermo Ferraro, gerente de desenvolvimento corporativo e inovação da Bicecorp, holding que reúne o Banco Bice, seguradoras, corretoras e empresas de factoring.

O grupo financeiro apresentou o Bice Connect em 2022 como uma divisão criada com o objetivo do Banco Bice, focada em clientes de alta renda, expandindo para as finanças embutidas. Até o momento, a divisão conta com cerca de 40 clientes, mas ainda não representa receitas significativas para o conglomerado. No entanto, eles mantêm as expectativas.

O gestor garante que as empresas passarão a exigir um maior nível de tecnologia e produtos financeiros para operar de forma eficiente e com melhor experiência de usuário.

Isto também será alimentado pelo avanço do esquema de open finance no Chile, o que implicará que todo o ecossistema financeiro terá de se conectar para interoperar. O país está em processo de adaptação regulatória, para depois passar para a adaptação técnica.

“[Somos] o primeiro grupo financeiro que disse que iria optar por uma estratégia BaaS. Portanto, não temos um benchmark para comparar, mas vemos outros atores na região ou no mundo, eles já fazem isso há anos e com muito sucesso”, afirma Ferraro.

 

Conta corrente white label está chegando

A oferta Bice Connect é composta por produtos de pagamento, validação de contas, conciliação de contas e investimentos. Tudo isso pode ser integrado a outros aplicativos por meio de APIs.

No meio do ano, a Bice prevê adicionar uma conta corrente white label ao catálogo, dando a outras empresas a oportunidade de oferecer a conta aos seus usuários com sua própria marca.

“[O parceiro], obviamente, não precisa lidar com toda a parte regulatória e desafios que acompanham a operação de um produto financeiro e pode focar 100% na experiência do cliente”, afirma Ferraro.

 

Aliança com Mercado Pago

Em dezembro de 2023, Bice e Mercado Pago uniram forças para viabilizar a possibilidade de aplicação do saldo da carteira digital em instrumentos bancários para geração de rentabilidade.

O Mercado Pago possui 3 milhões de contas no Chile e, em março de 2024, os ativos investidos pelos usuários de carteiras acumulavam mais de US$ 100 milhões. A Bice gera comissões pela entrega de retorno aos usuários finais, em um modelo de investimento como serviço.

Nos bastidores, é uma forma da carteira expandir seu ecossistema sem desenvolver um serviço do zero; fórmula que o Mercado Pago tem aplicado em outros países onde oferece criptomoedas, seguros ou remessas por meio de associações com terceiros.

“O instrumento de investimento, onde está localizada a carteira do Mercado Pago, é o instrumento de investimento de menor risco em fundos mútuos que existe, que é o mercado monetário”, explica Nicolás Morales, vice-gerente de M&A e desenvolvimento da Bice.

Os usuários da fintech do Mercado Livre não exigem valor mínimo para iniciar os investimentos, podem sacar seu saldo a qualquer momento e acumular retornos diários. “A probabilidade de o investimento se tornar negativo é muito baixa, senão zero”, conclui Morales.

Acompanhe as tendências de bancos digitais, pagamentos e fintechs na América Latina

Junte-se aos líderes mundiais em tecnologia financeira que leem os relatórios da iupana