Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
escuchar_post
amenidad_post
carrera_liderazgo
recursos
web-story
opinion_post

O futuro das finanças na América Latina e no Caribe

janeiro 23, 2022

“Todos nós perdemos”: fintechs rejeitam imposto sobre transações criptográficas na Argentina

nov 19, 2021

Por Antony Pinedo
fintechs-rechazan-tributo-a-operaciones-cripto-en-argentina

O anúncio foi inesperado e fará com que as operações sejam transferidas para o setor informal, advertiu a Câmara Fintech argentina.

 

O governo argentino cobrará as transações em moeda criptográfica com um imposto sobre créditos e débitos, conhecido como o imposto sobre cheques. O anúncio foi inesperado e fará com que as operações sejam transferidas para o setor informal, advertiu a Câmara Fintech argentina.

“Todos nós perdemos; perderam as empresas que investem na Argentina; o governo perdeu, porque não vai cobrar dinheiro e vai perder o conhecimento da economia em geral; e o usuário perde, porque vai operar em um lugar mais inseguro”, disse Camilo Cristia, CEO da Let’sBit, uma exchange , à iupana.

O início da aplicação do imposto não está claro, pois ainda falta uma regulamentação específica a ser emitida pela instituição tributária do país. Estes desenvolvimentos regulamentares, além da tendência global, poderiam abrir o caminho para uma Lei Crypto.

“É bom que a lei esteja chegando, mas deve ser acordada, em uma atmosfera de diálogo. […] Tem que ser abordada da melhor maneira possível para que a indústria continue a crescer”, conclui Cristia.

A intenção do governo argentino de regular as moedas criptográficas já existe há algum tempo.

Você também pode estar interessado em: Bancos vs fintechs na Argentina: na caça aos clientes

Você recebe as newsletters da iupana?

Mantenha-se atualizado com as notícias críticas de negócios sobre banco digital, pagamentos e fintech na América Latina, em sua caixa de entrada às sextas-feiras

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar

error: Por favor, respeta nuestro trabajo: La reproducción de nuestros contenidos está estrictamente prohibida.